CRIANÇAS DE FÉRIAS, SAÚDE BUCAL NÃO! EVITE PROBLEMAS

As crianças podem e merecem ter ótimas férias, mas a saúde bucal não pode sair de férias junto com elas. Por isso a importância de mesmo nesse período de descontração e lazer manter a higiene bucal. Os cuidados com a escovação, uso do fio dental e alimentação são importantes para que as férias não se transformem em pesadelo com a famosa dor de dente. Preste atenção aos principais cuidados que você deve tomar com os pequenos:

  • Número de escovações mínimas

É verdade que nas férias as crianças saem da rotina, por vezes mudam o horário de sono, acordando e dormindo mais tarde. Porém, é preciso estar atento e não esquecer que a escovação se faz necessária, no mínimo três vezes ao dia, após as três principais refeições. Além disso, sempre o fio dental deve completar a higiene bucal.

 

 

 

  • Férias fora de casa

Se a criança vai passar alguns dias na casa de parentes ou na casa de um amigo, não descuide da saúde bucal. A dica neste caso é preparar um kit com escova, fio dental e creme dental. Além disso, caso o pequeno necessite de ajuda para a higienização correta, avise ao adulto que estará o acompanhando durante as férias para que o auxilie.

  

 

 

  • Alimentação

Guloseimas, doces, petiscos e tudo mais o que se possa imaginar. As crianças neste período de férias costumam exagerar no consumo de alimentos, principalmente na frequência com que ingerem. Comer várias vezes em um curto espaço de tempo faz com que haja dificuldade no equilíbrio do PH bucal (realizado pela saliva) e além disso, o consumo frequente de alimentos com alto índice de açúcar, aliados à uma má higiene ou até mesmo a falta dela resultam não apenas em cárie, mas propiciam o surgimento de qualquer outro problema odontológico.

 

 

  • Aparelho Ortodôntico

No caso das crianças que estão em tratamento ortodôntico, cuidado redobrado, pois a alimentação pode prejudicar e/ou danificar o aparelho podendo trazer traumas à criança. É preciso nestes casos evitar o consumo de alimentos pegajosos, duros e com alto índice de açúcar.  Pé de moleque, maçã do amor, caramelo, entre outros, devem ser evitados. Além disso, no caso do consumo de frutas como maçã ou de outros alimentos maiores, prefira cortá-los do que deixar que as crianças os mordam diretamente, pois isso pode danificar e até mesmo quebrar um bráquete.

 

  • Traumas

Por mais que se tenha cuidado, é possível que entre uma brincadeira e outra ocorra algum trauma. Nessas horas é preciso manter a calma e estar atento ao que fazer. Qualquer trauma que afete a região bucal de uma criança, adolescente ou bebê precisa ser avaliada por um ODONTOPEDIATRA. Isso porque com o acompanhamento especializado é possível identificar possíveis problemas decorrentes do trauma, evitando alterações no crescimento e desenvolvimento dos maxilares e da face, por exemplo.

 

Nos casos mais graves como na perda de um dente, por exemplo siga os passos: Localize o dente; ao localizá-lo nunca segure o dente pela raiz, sempre pela coroa; coloque-o imerso em soro ou de preferência na própria saliva; leve imediatamente ao dentista, preferencialmente nos primeiros trinta minutos após o incidente.

Por fim, uma última dica. Aproveite o tempo livre das férias para marcar a consulta do seu filho. O acompanhamento profissional é primordial para manter a Saúde Bucal da criança. Ficou alguma dúvida? Entre em contato conosco e agende a sua consulta. R. Montevidéu, 720 – Sala 06/ Edifício San Pietro, Campina Grande. Telefone: (83) 3341-8635

By | 2018-07-11T12:09:27+00:00 julho 11th, 2018|

About the Author:

Deixe um comentário

Odôntica